Comunicação Visual

1.

A sinalização do edifício temporário da unidade do sesc no campo limpo é composta por alguns elementos, com diferentes funções, que indicam e informam os usuários. O edifício é dividido em setores para que sejam organizadas e indicadas as atividades, e esses setores são sinalizados no piso (ver itens 2 e 3). Os sanitários, vestiários e trocadores são sinalizados nos shafts de instalações dos corredores laterais, bem como na sinalização vertical localizada no grande corredor central (ver itens 3 e 4). Acima das portas do teatro, há painéis digitais de monitores com conteúdo dinâmico (ver item 5). Do lado externo do edifício, são dispostos banners com os destaques da programação (ver item 6).

Os escritos que sinalizam todos os serviços e, inclusive, os números que demarcam os setores, além das indicações do painel índice e das faixas informativas, são compostos em tipografia helvetica bold. A escolha tipográfica se deu, majoritariamente, à facilidade de identificação e à relação com as soluções adotadas no conjunto arquitetônico.

2.

Nos esquemas colocados nesta prancha, demonstramos a distribuição e posicionamento dos elementos que sinalizam externamente a unidade em questão, do sesc campo limpo.

O primeiro desenho (01), maior, indica a posição das faixas que anunciam a programação (ver prancha 06), quatro delas em vista lateral e uma delas, na fachada ao lado, em vista frontal. Indica, também, o posicionamento da logomarca do sesc, em tamanho e altura que se aproximam mais da escala do observador.

O esquema, em menor escala (02), refere-se à demarcação externa das diversas atividades e programas da unidade, divididas por setores, de acordo com a lógica estabelecida na distribuição da unidade provisória (1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11 e 12).

O desenho 03, representa a placa de indicação dos setores externos e internos, para melhor localização e orientação

3.

As plantas apresentadas nesta prancha indicam a setorização do espaço, da unidade provisória, através de numerais cardinais (1, 2, 3, 4 e 5), com a intenção de facilitar a compreensão das diversas atividades que ocorrerão no local. O setor 1 refere-se à comedoria e às circulações verticais. O setor 2 às oficinas e ao mezanino; o setor 3 ao espaço expositivo e circulação vertical; o setor 4 às oficinas e ao mezanino e o setor 5, por sua vez, ao espaço destinado para a ginástica. Escolhemos aplicar os números no piso para facilitar a leitura e visualização de curtas e longas distâncias. O primeiro desenho de elevação (05), refere-se à lógica de indicação dos serviços públicos da unidade, como sanitários, vestiários, trocador etc. O tamanho do texto também favorece a leitura de pequenas e grandes distâncias, além de possibilitar a visualização apesar de algumas interrupções que possam ocorrer de elementos dispostos no espaço.

A seta, adjunta ao texto, indica a circulação e acesso

Para os serviços.

A elevação (desenho 06) mostra as sinalizações, de textos em corpos menores e aplicadas nos shafts de instalações, que pretendem compreender todos os serviços dispostos nos corredores, com as indicações respectivas, facilitando a orientação e identificação.

4.

Os desenhos superiores de elevação (07), indicam os serviços localizados no corredor de acesso próximo à rampa, enquanto os imediatamente inferiores indicam os serviços dispostos no corredor junto à cozinha (preparo).

Os desenhos seriados (08), em maior número, indicam a localização da sinalização dos vagões de serviços e o sentido do acesso, nos dois sentidos de fluxo e circulação (do setor 1 para o 5 e do 5 para o 1), além da identificação, no topo do shaft de instalações, do acesso pontual, específico, de cada serviço.

5.

Os painéis de monitores, expostos nesta prancha, permitem anunciar a programação da unidade de forma dinâmica e eficiente.a grande faixa de 30 monitores, modelo samsung ud55e-b, acima das portas do teatro mostra os destaques da programação e dos eventos diários da unidade, permitindo diversas possibilidades de arranjo. A variação no tamanho de cada informação gera mais ou menos destaque, estabelecendo certa hierarquia entre as informações. O conteúdo pode ser programado para mudar constantemente, de modo que o painel seja dinâmico e informativo.os dois painéis abaixo, alinhados ao topo das portas, informam a programação diária, alternando, em frequência programada e dinâmica, as atividades e setores, de acordo com a logística do dia.

As cores dos fundos e dos escritos dos painéis são variações da palheta “rgb”, variando sempre em duplas pré-estabelecidas.

6.

Na parte externa do edifício, nas fachadas do teatro que conformam a esquina voltada para a rua, são implantados banners verticais que contém destaques da programação da unidade. O conteúdo pode ser em forma de texto (destaque na vertical ou informações mais específicas na horizontal e menor, como nos exemplos), sempre respeitando as combinações de cores estabelecidas, mostradas ao lado. Os banners se alinham com a logomarca do sesc e com a base do painel de monitores. As dimensões das faixas, 1m de largura por 6m de altura, permitem boa visibilidade a longa distância e rápida compreensão e comunicação.

7.

Nestas vistas, é possível identificar, em preto, todos os elementos que compõem a sinalização do edifício.são eles: banners externos (1), logo do sesc (1), painéis de monitores (2), indicação dos setores no piso (3, 4, 5, 6) e indicação de sanitários, vestiários e trocadores (3, 4, 5, 6, 7, 8). Suas respectivas disposições foram pensadas para que tenham boa visibilidade e legibilidade.

Equipe:

Professores: Celso Longo e Daniel Trench

Arquiteto: Alexandre Mendes

Estudantes: Julia Vaz e Beatriz Dórea

©2017 KLEO Template a premium and multipurpose theme from Seventh Queen

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?